"Interesses de meia dúzia" diz deputado federal Dionilso Marcon

Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015

Fotos de Ijuí.com

“A Câmara dos Deputados não existe para defender o povo brasileiro, mas para defender o interesse de meia dúzia”. A afirmação é do deputado federal gaúcho Dionilso Marcon (PT). Eleito pela segunda vez, Dionilso Marcon exerceu o primeiro mandato olhando para os mais pobres. “Defendo o trabalhador, o pequeno empresário, o agricultor familiar, os pobres. Isso significa defender a reforma agrária, a moradia popular, o programa Mais Médicos”. Só que defender essas categorias vem se tornando mais difícil. “A JBS tem 166 deputados federais. Ela financiou a campanha desses parlamentares e agora os tem na mão. Os deputados vão defender os pequenos agricultores ou a JBS?”, questiona. Nas eleições de 2014, a chamada “bancada empresarial” elegeu 190 deputados. Perderam 56 deputados. Mas, ao mesmo tempo, a bancada ruralista, que faz oposição ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, cujo deputado é membro, terá 257 deputados, 66 a mais que os eleitos em 2010. “Teremos muito mais dificuldade. As bancadas que resistem aos direitos dos pequenos aumentaram”. De acordo com Marcon, esse desequilíbrio na representação gera injustiças imensas. O pequeno acaba pagando mais que o grande. “No setor de refrigerantes, por exemplo, não conseguimos reduzir os impostos das pequenas fábricas, que pagam três vezes mais impostos que a Coca Cola. ”.

Reforma agrária parada


Dionilso Marcon é um dos representantes do Movimento dos  Trabalhadores Sem Terra no Congresso. E, apesar de ser do partido que está na presidência e no Ministério do Desenvolvimento Agrário, o parlamentar está insatisfeito com o rumo da reforma agrária. “No Rio Grande do Sul, não foi feito nenhum assentamento novo. O novo ministro, Patrus Ananias, entra com essa missão”. O MST entregou à presidente Dilma Rousseff (PT), no final do ano passado, um documento que chamava a situação agrária no Brasil de “emergencial”.

Fotos

Tags
Categoria: Política

Veja também:

Comentários

  1. Nenhum comentário postado. Seja o primeiro!

Postar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos Obrigatórios *


Código de Segurança


Ao clicar em "Postar comentário", você estará assumindo total responsabilidade sobre o conteúdo de sua mensagem, além de estar implicitamente concordando com as regras apresentadas acima. Por medidas de segurança, seu ip 54.224.137.45 também será armazenado.