Palmeira das Missões - Município promove Seminário sobre a inclusão nas escolas

Terça-feira, 23 de Julho de 2013

Promovido pela secretaria municipal de Educação e pelo Instituto Conexão Saber (Iecos), ocorreu na última semana o 1° Seminário Regional de Educação e Diversidade. A atividade reuniu mais de 200 professores, estudantes de Pedagogia, Magistério e público em geral no auditório da Câmara de Vereadores.

Sob a temática 'Acordar para as diferenças no contexto escolar' o evento recebeu palestras com temas como 'Neuroeducação e aprendizagem', 'Dar a cor na vida Profissional: atitude e competência', 'O aluno com altas habilidades/superdotação e a inclusão escolar', Pais/educadores competentes de filhos/alunos 'doentes' e 'Mais de sete bilhões de diferentes e ainda temos dúvidas que somos Todos especiais'.

De acordo com a secretária Nirlene Boeri, os educadores devem pensar em mudanças para aprender a trabalhar com o desafio que a sociedade apresenta referente à inclusão dos alunos com necessidades especiais, para que esta inclusão ocorra de maneira correta. "Uma educação de qualidade só irá ocorrer com o comprometimento de todos os educadores", afirmou ela.

Durante a abertura do Seminário, a coordenadora do evento, Marlene Denti, da Iecos, salientou que o educador especial é um educador atento que não quer perder um minuto do aprendizado do aluno, sendo importante deixar o aluno ter a liberdade de produção.

Nirlene ponderou ainda que o Seminário de Educação promoveu o debate sobre as práticas pedagógicas que auxiliam no desenvolvimento dos alunos com altas habilidades/superdotação e com necessidades educativas especiais, motivando para a inclusão educacional e social nas escolas da rede pública de ensino. "A atividade também sensibilizou quanto a questão da aceitação e necessidade de atuação conjunta na inclusão social e educacional da clientela classificada como "diferente", avaliou a secretária.

Há 20 anos nações assinaram compromisso com a inclusão

A perspectiva de uma educação para todos traz consigo várias legislações nacionais e internacionais. Na década de 90, reuniram-se em Salamanca, na Espanha, mais de 300 pessoas representando 92 governos e 25 organizações internacionais para promover a 'Educação para todos'.

O evento examinou as mudanças fundamentais nas políticas, necessárias para desenvolver a abordagem da educação inclusiva. O Brasil, vivenciando o processo, assinou o documento e começou a definir a Política Nacional de Educação Especial, com novas concepções sobre as necessidades educativas especiais.

A Constituição Federal brasileira prevê, no artigo 205, a educação como um direito de todos e, no artigo 208, o Atendimento Educacional Especializado às pessoas com deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino. O Conselho Municipal de Educação normatiza através da Resolução n° 001/2011, as normas para o credenciamento, autorização de funcionamento e supervisão do Atendimento Educacional Especializado das instituições públicas e privadas da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos do sistema municipal de ensino de Palmeira das Missões.

Antônio Carlos Borges já atende 12 alunos com necessidades especiais

A adequação deste processo nas escolas da rede municipal está em adaptação, sendo que seu financiamento é através do Ministério da Educação. Na rede municipal existe a Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental Antônio Carlos Borges que possui um trabalho de inclusão atendendo 12 alunos com necessidades especiais.

Fotos

Tags
Categoria: Educação

Veja também:

Comentários

  1. Nenhum comentário postado. Seja o primeiro!

Postar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos Obrigatórios *


Código de Segurança


Ao clicar em "Postar comentário", você estará assumindo total responsabilidade sobre o conteúdo de sua mensagem, além de estar implicitamente concordando com as regras apresentadas acima. Por medidas de segurança, seu ip 54.158.25.146 também será armazenado.