Madibas para a vida! - Não dá pra entender.

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

No Brasil, se não for julgado a tempo (em até 10 anos),  o crime simplesmente prescreve. Os criminosos e suspeitos agradecem.  Pedro Meyer, 55, o "Maníaco do Anchieta", que o diga. Ele poderá ganhar liberdade, pois os crimes dos quais é suspeito prescreveram.

Aliás, no Brasil, os bandidos ganham status de bonzinhos, e se revestem de Direitos Humanos. Têm direito até a visita íntima! Entre outras “regalias”, como uso de telefonia celular, que, não duvido, funciona melhor lá do que aqui fora. Mas quando a tecnologia não funciona, qualquer papel e caneta manda a “letra”: e assim, os Comandos determinam suas ordens, a exemplo do que ocorre em Santa Catarina, e com ajuda de advogados.

As pessoas que deveriam trabalhar em prol da Justiça, da Lei, da Democracia, violam-nas. É o caso também dos policiais civis presos por venderem cocaína que a própria polícia apreendera.

Nossa Justiça é cega, surda e muda, com o perdão da palavra para com as pessoas portadoras de deficiências físicas que nada têm a ver a corrupção humana. Mas, com a operação tartaruga de alguns, e não tou mencionando a dos rodoviários de Porto Alegre que reivindicam melhorias salariais, nosso Brasil-zão para. Somente agora, quase em março, muitos voltam dos seus recessos e férias.

Oh coisa boa, hem!? As pessoas retornam do Réveillon e Carnaval, e param novamente: em frente à tevê, embrutecem-se ao assistirem BBB e Mulheres Ricas. Na internet, para verem o Fred beijando, de dentro de um carro, uma motociclista.

Mas esse mesmo povo não vê com igual atenção os casos que chocam nossa Sociedade. Os Irmãos Cravinhos, assassinos do casal Von Richthofen, tão bons meninos que foram no sistema penitenciário, “progredirão” (nossas leis permitem esses “progressos”) para o regime semiaberto. Claro que isso não é algo que queiramos curtir pelo Feicebuqui; mas ao menos poderíamos repudiar tais notícias, compartilhando-as com os nossos contatos de redes sociais, em vez de ficarmos o dia inteirando compartilhando mensagenzinhas de “auto-ajuda” piegas e debilioidezantes.

Enquanto vocês não fazem isso, eu (que não sou estagiário de ninguém) continuarei a compartilhar, feito spam, que uma médica foi presa por praticar eutanásia; que políticos que sofreram processo de impeachment como o ex-Presidente Fernando Collor de Mello volta ao cenário político, e hoje é Senador...  Ah, sem contar o que renunciou ao cargo de presidente do Senado – Renan Calheiros -  e, 5 anos depois, retorna à presidência daquela “Casa” onde há  ratos (roedores) que perambulam em horário de expediente; e ele que é acusado de corrupção, promete, vejam as ironias da vida,  “uma overdose de transparência” no Senado Brasileiro. Pois  eu já ficaria satisfeito se apenas caçassem os ratos que tanto incomodam os servidores do Senado; quanto a outros problemas, caberá ao povo, nas eleições, decidir: basta não nos esquecermos...

A nossa memória não pode prescrever.

Ademais, noticiarei, estarrecido, que os Militantes sei lá do quê hostilizaram a blogueira cubana que veio ao Brasil, sei lá por que motivo. Ao que, de pleno acordo com o que disse uma jornalista do SBT, repito: “Se acham Cuba tão bom lugar para morar e que o governo de lá é tão justo e correto, por que não se mudam pra lá??!!”.

Por essas e outras, faço das palavras dela, da “selada” pelo Fred (Frederico Chaves, as minhas: “Não acredito”... que haja gente tão perdida em suas “ideologias” e “perspectivas de vida”.

Estamos muito longe de uma real politização: e é por isso que os governos e outros setores da sociedade civil continuam a propagar a injustiça e o senso de impunidade.

Como sou um só, por mais que eu admoeste e censure os erros da sociedade feito um João Batista e sonhe com dias melhores como o fez Martin Luther King, ainda assim, o Povão se contentará com festas, cervejada, mulheres-frutas; e eu serei o rabugento da vez.

Mas não fecharei minha boca. Sequer para receber “selinhos”; até porque eu preferiria os da tenista Maria Sharapova. No entanto, como não se poder ter tudo na vida, ao menos quero manter a fé e a esperança: e o Tiririca, que manifestou interesse de permanecer na política e a Presidente Dilma, que disse que a erradicação da miséria está próxima, mas que isso é apenas o começo, alimentam minha expectativa de que as coisas neste País pegarão no tranco, e não apenas no ritmo do futebol e funk.  Afinal, sou muito mais o sabão cracrá do que o Créu.

Agora, Povo, pois não dá pra reclamar do maná sem fazer nada pra comer uma bóia diferente,  é botar a mão na massa e os pés para chutar o balde, pois, quem sabe, com barriga cheia, aprenderemos todos, como Povo, a reclamar com justo direito por uma sociedade mais condizente com os nossos esforços e ideais democráticos.

As opiniões, conceitos e pareceres do autor não refletem necessariamente a linha editorial do NorteRS.

Fotos

Tags
Categoria: Opinião

Veja também:

Comentários

  1. CRISTIAN ROGERS S. D. 20/02/2013

    Correções:

    - "[...] pessoas portadores de deficiências físicas nada têm a ver com a corrupção humana." (havia faltado a preposição "com");
    - "[...] (Frederico Chaves) (..)" (fecha parênteses).

Postar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos Obrigatórios *


Código de Segurança


Ao clicar em "Postar comentário", você estará assumindo total responsabilidade sobre o conteúdo de sua mensagem, além de estar implicitamente concordando com as regras apresentadas acima. Por medidas de segurança, seu ip 54.221.136.62 também será armazenado.