NorteRS - o portal do norte gaúcho!

São Miguel

Notícias RelacionadasGuia de produtos e serviços ClassificadosVitrine virtual

Cep: 98865-000

Data de Criação: 01/01/1989

Nº de Habitantes: 7.421

População Urbana: 0

População Rural: 0

Área Territorial: 1.229.843,00 km

O antigo povo de São Miguel, localizado em São Miguel das Missões sobressai com o mais importante remanescente da civilização jesuítico guarani dos Sete Povos das Missões.


Estas evidências materiais da singular civilização resultante do convívio do jesuíta europeu com o indígena provêm do início do século XVII, época da fundação dos sete Povos e, especificamente, da criação do povo de São Miguel.


Sua instalação definitiva só se dá, no entanto, em 1697, já que, devido aos ataques dos bandeirantes, esta redução teve que ser transferida para a outra margem do Rio Uruguai, só se efetivando sua instalação no sítio atual quando cessaram as investidas paulistas. Nesta época inicia-se um período de grande desenvolvimento e num processo de transculturação, os índios guarani vão gradualmente absorvendo a cultura européia, transformando-se em hábeis artífices, metalúrgicos, tipógrafos, escultores, pintores, músicos. Ceramistas, canteiros e fabricantes de instrumentos musicais.


Em 1768, com a expulsão dos jesuítas, os Povos das Missões passaram a serem governados pela administração colonial espanhola e a partir de 1801, pela administração portuguesa.


O processo de decadência ocorreu em função dos tratados que entre si vinham estabelecendo entre Portugal e Espanha: em 1750 o Tratado de Madri troca a Colônia de Sacramento (hoje Uruguai), pelo território dos Sete Povos das Missões, sendo os índios obrigados a abandonar suas terras. O apego ao torrão natal expresso pelo herói mítico Sepé Tiarajú explica a eclosão das guerras guaraníricas (1754 — 1756), quando os índios afinal derrotados, antes de abandonarem a redução, ateiam fogo às suas residências e ao Colégio. O Tratado de Madri é anulado pelo Tratado de El Pardo em 1761, que permite aos índios retornarem às suas terras até a definitiva expulsão dos jesuítas dos domínios espanhóis, decretada por Carlos III, rei da Espanha. Finalmente a Guerra Cisplatina, em 1828, destrói o que ainda resta da civilização missioneira, quando D. Fructuoso Rivera incorpora a seu exército todos os homens que encontra nas Missões.


A vila de São Miguel surgiu em 1926, quando foi efetuado um loteamento urbano em torno dos remanescentes do antigo povo jesuítico-guarani.


Formação Administrativa


Elevado à categoria de município com a denominação de São Miguel das Missões, pela Lei Estadual n.º 8.584, de 29-04-1988, desmembrado de Santo Ângelo e São Luiz Gonzaga. Sede no antigo distrito de São Miguel atual São Miguel das Missões (município de Santo Ângelo). Constituído de 2 distrito: São Miguel das Missões e Vila Seca (município de Santo Ângelo). Instalado em 01-01-1989.


Em divisão territorial datada de 1991, o município é constituído do distrito sede.


Pela Lei Municipal n.º 317, de 22-03-1993, é criado o distrito de Rincão dos Moraes e anexado ao município de São Miguel das Missões.


Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído de 8 distritos: São Miguel das Missões, Campestre, Coimbra, Mato Grande, Progresso, Rincão dos Moraes, São João das Missões e São José.


Pela Lei n.º 10.743, de 10-06-1996, é extinto o distrito de Progresso, sendo seu território anexado ao distrito sede do município de São Miguel das Missões.


Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 7 distritos: São Miguel das Missões, Campestre, Coimbra, Mato Grande, Rincão dos Moraes, São João das Missões e São José.


Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.


Notícias Relacionadas:


Painel do Usuário