NORTE RS - -
   Cadastrar          Login
  Icone Facebook Norte RS Icone Instagram Norte RS Icone Contato Norte RS
Logo Norte RS
 

Publicidade Norte RS

Dengue: epidemia está estabilizada mas não é motivo de tranquilidade

Os 102 casos de dengue confirmados em Sarandi preocupam a população e também as autoridades. Por um lado a população, em especial as vítimas que se sentem de certa forma desamparada pelo poder público e do outro o poder público preocupado em conter a epidemia.

Sarandi

Data da Publicação da Notícia : 23/05/2019 - 15:35

 
Foto Notícia Geral
Equipe da Secretária Municipal de Saúde aplicando o fumacê

Veja o depoimento desta, mãe quando descobriu que seu filho de 8 anos contraiu a doença:

Meu filho de 8 anos, foi consultar no posto com sintomas de gripe, febre, dor de cabeça, o médico falou que era gripe, que ele estava com sinusite e foi tratado para tal, tomou decongex e amoxicilina, seguiu o tratamento a risca, dois dias depois do tratamento acabar, voltou ao posto com muita alergia, o médico falou que era normal, sintoma da sinusite, passou antialérgico, 3 dias depois se sentiu muito mal, com náuseas e vômito, levamos ele ao hospital, pedimos para fazer o exame da Dengue, resultado POSITIVO. Com a minha sogra foi a mesma coisa, foi ao posto, o médico falou que era gripe, sendo que ela estava bem mal, no mesmo dia à noite sentiu muita dor no estômago, na manhã seguinte quando levantou passou tão mal que desmaiou e foi parar na emergência do hospital, pedimos para fazer o exame da Dengue, resultado POSITIVO. Resumindo tudo, negligência médica, não tem outra explicação. Insatisfeita com o tratamento e a saúde pública da cidade no geral (forma com que a Dengue é tratada). Dengue mata, perdi um primo por conta dela, ele faleceu em uma semana, foi muito rápido. Meu irmão teve dengue hemorrágica e quase morreu. Perdeu 10kg em 15 dias. Isso é muito sério, por conta de tantos casos na cidade, deveria ser levado mais a sério, não esperar que o pior aconteça para depois tomarem providências, pelo número de habitantes, isso já deveria ser considerado caso de epidemia.

A Dengue se trata de uma doença que pode ser contraída várias vezes pela mesma pessoa, ou seja, não significa que quem já teve a doença esteja imune a ela. Ela também possui 4 tipos de vírus e só pode ser diagnosticada após o período de sete dias do início dos sintomas. Explica Jenifer Jutai Avila, Especialista em Saúde - Médica Veterinária da Vigilância Ambiental em Saúde 15 CRS.

Programa Nacional de Saúde contra a Dengue prevê que todos os imóveis do município devem ser visitados a cada dois meses. Essas visitas são realizadas pela secretaria municipal de saúde e supervisionadas pela 15ª Coordenadoria Regional de Saúde que enxerga uma certa resistência da população sarandiense em deixar o visitador chegar nas residências.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde de Sarandi Gilmar Picolo esses casos sensibilização a população fazendo a comunidade “pegar junto” e colaborar com a limpeza, denúncia e comunicação de possíveis focos de mosquito. Picolo reforçou a dificuldade que o município enfrenta, por ter um número elevado de terrenos sem ocupação, por ter um rio que corta a cidade, e por ser um município de geografia bastante acidentada, de até difícil acesso em alguns pontos. O secretário afirmou que num primeiro momento a própria equipe da prefeitura procurou realizar o serviço de dedetização, mas logo identificou-se a necessidade de contratação de empresa especializada com recurso próprio do município. “Identifica-se que a epidemia está controlada, mas que mesmo assim durante o inverno serão intensificada as ações para que não ocorra reincidência”, finaliza o secretário.

Segundo a Coordenadora Regional de Saúde interina, Patrícia De Carli, o controle da dengue é uma prioridade regional. A equipe da Vigilância Ambiental vem trabalhando, disponibilizando apoio técnico e insumos para auxiliar o município no sentido de prevenir novos casos. No mesmo sentido, a Assistência Farmacêutica disponibiliza repelentes para que as gestantes que se enquadram nos critérios de vulnerabilidade social possam evitar outras doenças oriundas do Aedes Aegypti, como o Zika vírus. No mais, reforça a necessidade de que toda a população esteja engajada no controle de focos e proliferação da doença e atenta aos sinais característicos da doença, para que possa buscar auxílio médico de forma ágil e tempestiva.


Publicidade 660-110
 

Galeria
 
 
TAGS: 102 casos
CATEGORIA: Variedades
Fonte:
Colunista:
Arquivo:
Visualizar arquivo cadastrado

Voltar ao topo
 


Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS

 

Segunda com tempo parcialmente nublado na região Sul

 

Acisar elege nova Diretoria e Conselho Fiscal

 

Fim de semana decisivo para o futebol verde amarelo

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


FAÇA O SEU COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado

MAIS VISUALIZADAS

 

Uma pessoa morreu em um grave acidente na BR 386 em Carazinho

 

CAMPEONATO MUNICIPAL DE BOCHA 2018 TAÇA SICREDI 35 ANOS

 

Núcleo de mediação de conflitos é inaugurado na DP de Carazinho

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


Publicidade Norte RS
Logo Norte RS
Icone Facebook Icone Instagram Icone Contato


Icone Base Contato ENTRE EM CONTATO
 
 

NORTE RS
(54)9942-6757
(55)8442-4962
atendimento@norters.com.br

Icone Base Menu MENU NORTE RS
 
VARIEDADES
ECONOMIA E POLÍTICA
VÍDEOS
SAÚDE E BEM-ESTAR
ENTRETENIMENTO
POLICIAIS
 

ESPORTES
COLUNISTAS
OBITUÁRIO
GASTRONOMIA
EDUCAÇÃO
ESPECIAIS
CARIJÓ DA CANÇÃO GAÚCHA
 
 
NORTE RS. Todos os direitos reservados.
Logo Estúdio Sul