NORTE RS - -
  Icone Facebook Norte RS Icone Instagram Norte RS Icone Contato Norte RS
Logo Norte RS
 

Publicidade Norte RS

A Feira do Livro se consolida como um dos maiores eventos de Palmeira das Missões

Entre os dias 07 e 10 de novembro Palmeira das Missões foi palco de um grande evento que mobilizou toda comunidade

Passo Fundo

Data da Publicação da Notícia : 14/11/2018 - 08:24

 
Foto Notícia Geral

Entre os dias 07 e 10 de novembro Palmeira das Missões foi palco de um grande evento que mobilizou toda comunidade. A Feira do Livro que teve este ano o tema “Ler, Cantar e Encantar” trouxe atrações variadas que lotaram a Praça Nassib Nassif. Mais de 10 mil pessoas passaram pela Feira nestes quatro dias de intensas atividades, e o evento mobilizou professores, funcionários municipais, estaduais, crianças e seus familiares.

A mobilização acontece quando existe um interesse coletivo em alcançar determinados objetivos e que, para haver o envolvimento de todos, é necessário planejamento de médio e longo prazo, e um pouco de criatividade, e foi o que nos proporcionou a Secretaria de Educação. Identificar as lideranças, as pessoas certas na comunidade que podem atuar na mobilização dos grupos também são fundamentais. Muitas pessoas colaboraram e acima de tudo trabalharam muito para que nestes dias a integração, o diálogo, a reflexão e a crítica estivessem vivas. Foram dias em que a educação e a cultura triunfaram em Palmeira e disso devemos nos orgulhar e nos orgulhar muito.

Pessoas de diferentes cidades e estados que aqui vieram tiveram uma resposta unânime sobre o encontro com a Feira do Livro: Palmeira tem uma energia diferente, uma organização que é feita com amor, pelo cuidado com o outro, pelo carinho com a comunidade. Nos dias de Feira fomos irmãos e nos encontramos na Praça, com cadeira e chimarrão. Para que a palavra, a reflexão e a crítica sejam levadas adiante é preciso educação. Acho que com a Feira do Livro 2018 mais ganhamos do que perdemos. Ganhamos alegria, sorrisos, fantasias, música, literatura, dança, cultura.

Os estudantes das escolas municipais, estaduais e da rede privada do município puderam conferir inúmeras atividades que aconteceram na Praça Nassib Nassif. No saguão da Prefeitura Municipal as crianças puderam acompanhar contações de histórias acompanhadas de muita música e violão, encantando os funcionários e as pessoas que por ali passavam. Já no palco principal as atrações confirmadas de Mario Pirata e Gabriela Salsicha fizeram a criançada pular da cadeira. O espetáculo Os Peraltas marcou presença e deixou todo mundo animado e preparado para as atrações que viriam a seguir. Rodrigo Keller e Hilda Câmara bateram um papo sobre literatura e apresentaram suas obras. 

A contadora de histórias Bianca Ramos, veio de Florianópolis para alegrar a criançada, vinda pela Companhia Cultura nas Estradas e com a produção da  4 Ventos (de Soledade), nos disse que foi a primeira vez que veio à Palmeira e revelou que "as crianças são lindas, o público maravilhoso, bastante crianças, a organização super legal, fazer a Feira do Livro na praça junto da natureza possibilita que as crianças saiam de casa e participem de várias atividades". Bianca diz que há 7 anos trabalha com o público infantil, "meu trabalho tem a característica de sempre ter música, eu canto e trago a parte de coordenação motora para as crianças junto com as brincadeiras musicais e acaba sendo mais lúdico, aproveitamos melhor o espaço e o tempo delas". 

O primeiro troca-troca literário também foi sucesso na Feira, Rafaela dos Santos, 15 anos, nos revelou que o Clube do Leo começou em 2010 quando o Lions teve a ideia de fundar um clube na cidade,  "o clube é para jovens de 12 a 30 anos, funciona fazendo trabalhos voluntários, atividades em prol da comunidade e também desenvolvendo a liderança". No troca-troca literário, segundo a Rafaela "as pessoas vieram aqui e trouxeram os livros que elas não liam mais e trocaram por outro para fazer girar as obras dos autores e também fizemos pinturas sociais nas crianças". 

A professora Glaucia Silva, trouxe os alunos da pré-escola e nos contou que em sala de aula trabalhou com alguns escritores, "fizemos alguns poemas em sala, confeccionamos alguns bolsos e selecionamos os poemas que eles escreveram para trazer aqui". Segundo a professora os alunos adoraram a Feira por trazer atividades variadas e ficam esperando a época da Feira do Livro todos os anos para participarem. Já para a escritora Jussara Zanatta, da cidade de Planalto, participante pela primeira vez na Feira do Livro de Palmeira, nos contou que ficou muito contente com o convite da escritora palmeirense Hilda Câmara, "resolvi vir pra cá para conhecer, sou apaixonada pelos livros, adoro desde pequena, gostava muito de rabiscar e escrever, e hoje é uma paixão. Tenho 3 livros editados e o foco mesmo é na área infantil, este ano eu lancei A menina de sorte, Roger - o menino de vidro e o Lular e o Celular. São livros focados na educação da criança, estamos numa era da tecnologia, então o Lular e o Celular traz o uso correto do aparelho, trazendo a tecnologia ao nosso favor".

A escritora Hilda Câmara diz que gratidão é a palavra que a motiva em cada edição da Feira, ela está com 6 obras lançadas com 16 histórias infantis pra anos iniciais, "estou muito feliz e a Feira está linda e maravilhosa, só tenho a agradecer". A professora Clarissa Bones trouxe as turmas de EJA, com cerca de 300 alunos "eles estão amando, e temos alunos do interior, para eles é um grande acontecimento, vivemos um momento crítico e quando temos a oportunidade de acompanhar algo tão bonito e poético isso renova nossas esperanças, é assim que a educação irá resistir", afirmou a professora. 

Para a Gabi Salsicha  que se apresentou pela parte da manhã e tarde na quinta-feira, a apresentação foi ótima, "fiz duas contações de histórias, e fizemos duas aberturas com fogo, eu sou descendente de família circense, e depois fui para o teatro, e hoje sigo sozinha, eu com minhas atrizes imaginárias e meus instrumentos". Pela segunda vez na Feira do Livro em Palmeira, Gabi Salsicha diz que é fã de uma estrada e espera o convite para retornar o ano que vem. 

Confira trechos de entrevistas com alguns artistas, escritores e organizadores da Feira do Livro de 2018.

“Quando termina a Feira em novembro já começamos apensar na próxima. Já selecionamos escritores que os próprios escritores que vem aqui sugerem pra gente, a partir dali começamos a pesquisar. Em março já lançamos a ideia nas escolas pra fazer as compras do livro e em maio fizemos as compras do material e daí esse material já vai para as escolas. Já temos dois escritores definidos para o próximo ano. Esta edição da Feira o público superou todas as expectativas, aumentou muito, principalmente à noite. Conversamos com o pessoal das estruturas para aumentar para o próximo ano e ampliar as laterais, vendo o que é possível fazermos. A Feira do Livro se consagrou na Praça, e a noção intenção de fazer aqui é justamente pra aquela pessoa que não pode ir lá ao Parque, por exemplo, essa pessoa trabalha no comércio, e daí pode dar uma passadinha na Feira, e pode olhar nossas atrações, e num lugar mais longe, como o Parque, essa pessoa não teria essa oportunidade. Nosso objetivo é que sempre falte espaço mesmo e que tenhamos a Praça lotada”. (Nirlene Boeri – Secretária de Educação)

“Participo de todas as feiras desde 2014, e em 2013 participei como imprensa. Conheço o projeto desde o seu início, e tenho visto que ele evoluiu muito ao longo destas edições, e é uma responsabilidade muito grande participar deste projeto. Os bastidores são um desafio e a produção de eventos culturais muito mais. Tratamos com escritores que de certa forma são artistas, e também com artistas que participam das atrações culturais da Feira. Trabalhar com esse pessoal é uma experiência muito legal, mas também muito desafiante, pois eles têm um sistema próprio de atuação no palco e procuramos aproveitar o melhor de cada um, pensando sempre no público. Temos que pensar também em atrações para o público juvenil, e obviamente que não podem faltar atrações e escritores para o público adulto. Então é um desafio conciliarmos num evento de 4 dias para faixas etárias que vão dos 3 anos aos 80 anos, em especial o público infanto-juvenil que são os alunos da educação infantil e do ensino fundamental. E uma das novidades para o próximo ano é trabalhar com oficinas. Oficinas de criação literária, oficina de artes, e outras que não apenas a literatura. Já temos o aspectos de artes integradas na Feira do Livro, então queremos oficina de fotografia, oficina de cinema, já temos algumas experiências de jornal na escola, artes visuais, artes cênicas, dança, música, a gente quer fazer oficinas, mas claro, isso requer montarmos uma equipe de oficineiros, fazer cronograma de oficinas e integrar isso com o calendário escolar, não é fácil mas são algumas ideias que estão surgindo para a próxima Feira do Livro.”. (João Souza – Professor Municipal)

“A expectativa era boa e está sendo suprida com o sucesso da Feira do Livro, com a qualidade das apresentações, dos escritores tanto local quanto dos convidados, e também a grande participação do público. Nós estamos tendo uma grande participação superlotando o pavilhão central da Feira. São crianças e jovens de todas as escolas que nos deixam muito feliz com o sucesso do evento e esperamos que permaneça nas próximas edições”. (Eduardo Russomano Freire – Prefeito Municipal)

"Minha apresentação foi ótima, a energia contagiante, o público animado, eu adorei. Conseguimos fazer um bom trabalho. Meu livro é inspirado nas crianças que ainda não estão vinculadas ao mundo digital, aquelas crianças que brincam com terra, areia, e minhas inspirações vem daí, da infância hoje um pouco perdida. Tenho novos projetos e textos escritos, estou escrevendo uma biografia, uma do morador mais antigo da cidade onde estou residindo, São José das Missões". (Rani de Souza - Escritor)

"É a primeira vez que eu venho pra Palmeira das Missões, o lugar é lindo, as pessoas são encantadoras, a recepção, as crianças abraçam, eles beijam o tempo todo, eles respondem, colaboram no bate-papo, e a gente não passa despercebida, pelo contrário, a criançada percebe a gente demais, parabéns". (Márcia Funke Dieter – Escritora)

“Achei uma Feira do Livro muito bonita, com vários livros, muito bem organizada, organização de parabéns. Eu vim no Carijo do ano passado e agora retornei, é uma cidade que sempre me recebe muito bem, as pessoas aqui são muito legais e elas gostam do meu show e adoraram meu livro, espero voltar". (Thomaz Machado – músico e escritor)

"É sempre gratificante voltar para Palmeira das Missões e contar um pouco da história, essa obra também é um resgate das nossas raízes enquanto palmeirenses, no livro conto também a construção do ser humano enquanto caráter e acima de tudo os laços de amizade que marcaram uma geração". (Celia Gobbato - escritora)

"Desde a primeira edição eu vim fazer animação cultural, teve um ano que eu vim como autor com o livro A Enchente, e nos outros anos sempre como animador cultural. Conversava com o pessoal da Secretaria de Educação o quanto é importante esta programação para as crianças, a Feira está voltando bastante pra isso, é onde está nosso maior público, e as pessoas estão vendo que os investimentos para as crianças são coisas sérias, antigamente não tinha isso. Palmeira tem um dos eventos mais importantes do Estado, uma das feiras mais organizadas, que mais mobiliza gente, o público lota aqui o tempo todo em tempo integral. Não é apenas a cidade do Carijo, mas é também da Feira do Livro, um evento consolidado do município. E o mais legal é que mais autores de Palmeira das Missões surgem, é uma forte presença".  (Danilo André Gregori – escritor e animador cultural)

Publicidade 660-110
 
 
TAGS:
CATEGORIA: Entretenimento
Fonte: Assessoria Imprensa
Colunista:

Voltar ao topo
 


Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS

 

Aquaman afundou o Cine Globo Palmeira

 

Oficina de Dança de Rondinha encerra o ano com apresentações

 

Escola realiza lançamento do livro Leituras Sustentáveis 2

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


FAÇA O SEU COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado

MAIS VISUALIZADAS

 

Noite Gauchesca emociona munícipes barrafundenses

 

Suspeito de roubo a farmácias é preso em Carazinho

 

Por que as cooperativas encerram atividades?

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


Publicidade Norte RS
Logo Norte RS
Icone Facebook Icone Instagram Icone Contato


Icone Base Contato ENTRE EM CONTATO
 
 

NORTE RS
(54)9942-6757
(55)8442-4962
atendimento@norters.com.br

Icone Base Menu MENU NORTE RS
 
VARIEDADES
ECONOMIA E POLÍTICA
VÍDEOS
SAÚDE E BEM-ESTAR
ENTRETENIMENTO
POLICIAIS
 

ESPORTES
COLUNISTAS
OBITUÁRIO
GASTRONOMIA
EDUCAÇÃO
ESPECIAIS
CARIJÓ DA CANÇÃO GAÚCHA
 
 
NORTE RS. Todos os direitos reservados.
Logo Estúdio Sul