NORTE RS - -
  Icone Facebook Norte RS Icone Instagram Norte RS Icone Contato Norte RS
Logo Norte RS
 

Publicidade Norte RS

Menos armas é mais segurança?

As elites intelectuais e artísticas têm uma receita pronta para a diminuição da violência: mais investimento em educação, medidas para...

Data da Publicação da Notícia : 06/03/2018

 
Foto Notícia Geral

"

As elites intelectuais e artísticas têm uma receita pronta para a diminuição da violência: mais investimento em educação, medidas para aumento da renda da população e restrição ao porte de armas. Esse é exatamente o caminho que o Brasil tem seguido. Mas será que surtiu os resultados esperados? As estatísticas evidenciam que não.

Sancionado pelo presidente Lula, o Estatuto do Desarmamento passou a vigorar em 2003. Dois anos depois, fomos chamados às urnas para decidir se o comércio de armas deveria ser proibido. O recado foi claro: 64% das pessoas não queriam perder seu direito à autodefesa. No Rio Grande do Sul, esse foi o posicionamento de 86% dos cidadãos.

Desde que o estatuto começou a valer, a renda média real do brasileiro cresceu 33%. A taxa de crianças nas escolas atingiu 97%, com o orçamento do Ministério da Educação sendo quadruplicado, de R$ 33 bilhões para R$ 136 bilhões. Enquanto isso, o número de homicídios subiu 20%, superando a casa das 60 mil mortes por ano – mesmo número de vítimas da bomba atômica que explodiu em Nagasaki, no Japão. Desses assassinatos, apenas 5% são solucionados.

Outra mentira disseminada é a de que os países com menos armas são os mais seguros. Nações como Canadá, Suíça e nosso vizinho Uruguai combinam uma população civil amplamente armada e baixos índices de violência. Já a Venezuela, desarmada por Chávez e Maduro, tem como capital a cidade mais violenta do mundo.

Precisamos reforçar o óbvio: armas são objetos inanimados, que não matam sem a ação humana. Aliás, a mesma lógica se aplica para os carros, que causam dezenas de milhares de mortes por ano. Seria razoável proibir sua utilização em razão disso? Graças à legislação federal, apenas os bandidos andam armados, enquanto as pessoas de bem estão indefesas e reféns da criminalidade.

A realidade atesta que o Estado brasileiro não consegue garantir minimamente a nossa segurança. Portanto, se o país não tem condições de proteger seus cidadãos, por que os proibir de se defenderem dos criminosos? Precisamos, com urgência, abandonar a “fórmula mágica” do combate à violência. E, respeitando o que foi decidido no referendo, deve ser reconhecido o direito do cidadão de possuir armas.

"

Publicidade 660-110
 
 
TAGS: menos, arma, mais, segurana, artigo
CATEGORIA: Colunistas
Fonte: Mateus Bandeira
Colunista:

Voltar ao topo
 


Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS
Publicidade Norte RS

 

A criativa logística reversa do Brasil

 

O vulcão social

 

ESTÔNIA: Uma sociedade digital

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


FAÇA O SEU COMENTÁRIO

Seu endereço de email não será publicado

MAIS VISUALIZADAS

 

Empresário de Sarandi constrói centro para atender 500 idosos gratuitamente

 

PRF apreende mais de 14 quilos de cocaína na BR 480 em Erechim

 

Palmeira das Missões: Servidores participam de reunião sobre o SUSAF

VER TODAS AS NOTÍCIAS +


Logo Norte RS
Icone Facebook Icone Instagram Icone Contato


Icone Base Contato ENTRE EM CONTATO
 
 

NORTE RS
(54)9942-6757
(55)8442-4962
atendimento@norters.com.br

Icone Base Menu MENU NORTE RS
 
VARIEDADES
ECONOMIA E POLÍTICA
VÍDEOS
SAÚDE E BEM-ESTAR
ENTRETENIMENTO
POLICIAIS
 

ESPORTES
COLUNISTAS
OBITUÁRIO
GASTRONOMIA
EDUCAÇÃO
ESPECIAIS
CARIJÓ DA CANÇÃO GAÚCHA
 
 
NORTE RS. Todos os direitos reservados.
Logo Estúdio Sul